quinta-feira, 15 de abril de 2010

Não faça com os outros o que você não quer que façam com você.

Não é muito fácil seguir as regras quando a gente vive em um lugar onde fazer o contrário é considerado o padrão de normalidade. Claro, porque se você tenta ser "certinho", você é maluco e, dependendo do seu grau de maluquice, por exemplo, se você devolve algo que achou e não te pertence, se você faz isso, pode até virar capa de jornal.

Eu mesma, quando fico irritada com a atitude de algumas pessoas, penso em rebatê-las fazendo as provar de seu próprio veneno.

A falta de respeito que as pessoas têm umas com as outras me irrita bastante, ainda mais porque eu acho que penso muito mais no próximo do que em mim. Podem me chamar de chata, mas eu gosto ou pelo menos tento respeitar as regras sociais de convívio e as leis e acho que se todos fizessem o mesmo o caos ao nosso redor seria menor. Podem também me chamar de otária já que quem sempre consegue burlar as leis é considerado esperto. E por mais que as pessoas gostem de viver num mundo onde a frase "O mundo é dos espertos" seja a mais popular, ainda sim eu prefiro e faço o possível pra viver num lugar onde a frase "A sua liberdade termina onde começa a do outro” seja a mais apreciada!

Então, se você agora está se perguntando, mas o que aconteceu? Por que ela está tão revoltada? Não aconteceu nada de diferente, todo dia acontece a mesma coisa, esse é o problema! Infelizmente, esse tópico é sempre muito atual e sempre dá pano pra manga, então aguardem...


*Revisado por Rafaela :D

Um comentário: